PAULUS: Revista de Comunicação da FAPCOM https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus <p>A Revista Paulus é uma publicação semestral, temática e coeditada com a Editora Paulus. Anualmente o conselho editorial define os temas da revista e publica a chamada para artigos. Os autores do Dossiê e da Entrevista são colegiadamente definidos pelo conselho editorial, ouvindo o parecer do conselho científico. Recebe artigos individuais de doutores e em coautoria de doutrores com mestres, sendo limitado em até dois autores por artigo. </p> PIA SOCIEDADE DE SAO PAULO pt-BR PAULUS: Revista de Comunicação da FAPCOM 2525-958X <p>A submissão de artigos para PAULUS: Revista de Comunicação da FAPCOM implica na transferência, pelos autores, dos direitos de publicação impressa e digital. Os direitos autorais para os artigos publicados são do autor, com direitos da revista sobre a primeira publicação.</p><p>Os autores somente poderão utilizar os mesmos resultados em outras publicações indicando claramente a PAULUS: Revista de Comunicação da FAPCOM como o meio da publicação original. Em virtude de sermos um periódico de acesso aberto, permite-se o uso gratuito dos artigos em aplicações educacionais, científicas, não comerciais, desde que citada a fonte.</p><p>Ao submeter um artigo para publicação na Revista PAULUS, o autor concorda com os seguintes termos: </p><ul><li>O autor mantém os direitos sobre o artigo, mas a sua publicação na revista implica, automaticamente, a cessão integral e exclusiva dos direitos autorais para a primeira edição, sem pagamento.</li><li>As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as opiniões da revista.</li><li>Após a primeira publicação, o autor tem autorização para assumir contratos adicionais, independentes da revista, para a divulgação do trabalho por outros meios (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), desde que feita a citação completa da mesma autoria e da publicação original.</li><li>O autor de um artigo já publicado tem permissão e é estimulado a distribuir o seu trabalho on-line, sempre com as devidas citações da primeira edição.</li></ul> Antes, perguntar! Possível diálogo com Ciro Marcondes https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/606 <p>Este texto em homenagem ao Professor Ciro Marcondes ressalta as características que faziam de Ciro um pesquisador da comunicação no sentido pleno do termo, sempre mais inclinado às dúvidas e às interrogações do que às certezas. São inúmeros questionamentos suscitados pela obra de Ciro, verdadeiros estimulantes de um processo dialógico que os professores estabeleceram nos últimos anos, pautados pelas perguntas da comunicação, sobretudo no questionamento de como a comunicação, enquanto acontecimento, nos faz pensar.</p> Lucrécia D’Alessio Ferrara Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.606 PAULUS: Revista de Comunicação da FAPCOM https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/604 <p>A revista recebe o nome de um dos grandes pensadores do mundo ocidental, Paulo de Tarso. Paulo (Paulus) é o sujeito que pensa o acontecimento e sua relação com a vida. Vive a experiênciade estar num mundo plural, expõe-se a dialogar com os intelectuais de seu tempo, encontrando-se com os de fora, com os diferentes, com as culturas e a fé. um pensador das fronteiras e do universal. Paulo, acima de tudo, foi um amante e buscador ousado da verdade. A Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação FAPCOM nasce do espírito paulino, porque inspirada no apóstolo Paulo estabelece para si a missão de pensar e ser referência na área da comunicação.&nbsp;A palavra&nbsp;comunicação&nbsp;tornou-se uma das mais conhecidas e repetidas à exaustão, dá o nome aos meios diversos de comunicação e no dia a dia aparece nos diálogos informais. Contudo, vale a pergunta:o que é a comunicação? Realmente as pessoas se comunicam? As tecnologias e seus aparatos podem realmente se comunicar? A revista propõe ser um espaço onde possa se discutir acadêmica e criticamente esse acontecimento fundamental que é a comunicação.&nbsp;O acontecimento da comunicação implica que este reluza nas fronteiras da filosofia e das tecnologias. A filosofia torna-se uma das principais áreas com as quais o acontecimento comunicacional deve dialogar, pois foi ela que pôs primeiro a questão do que é a comunicação. Outra fronteira são as tecnologias que, no mundo contemporâneo, fazem-se presentes em todos os processos da vida humana. O núcleo de atuação da revista estabelece o diálogo entre comunicação, filosofia e tecnologia, com abertura ao que ocorre na sociedade contemporânea e aos seus desafios.&nbsp;A posição assumida pela revista é a da criticidade. Para dar conta de tal desafio de diálogo com o acontecimento comunicacional, publicar-se-á um dossiê sobre o tema central de cada revista, elaboradopor um pesquisador sênior. Trará um artigo internacional de importância acadêmica que ajude a ampliar a discussão central do tema da revista. Os artigos compõem-se de rica produção acadêmica de doutores, pluralizando a visão sobre o assunto tratado.&nbsp;Uma entrevista feita por um pesquisador júnior ajudará a compor uma nova visão, outra perspectiva ao tema estudado. Fundamental será a resenha de obras nacionais ou internacionais de autores queajudem a pensar a comunicação. Por fim, a resenha da melhor tese desenvolvida na área de comunicação ou da filosofia.&nbsp;A FAPCOM e a Paulus Editora unem-se a este espírito e desejam consolidar a sua missão de pensar a comunicação.</p> Revista Paulus Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.604 Por que não é possível não estudar Ciro Marcondes Filho e sua Nova Teoria da Comunicação https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/610 <p>Trata este trabalho do percurso desenvolvido pelo professor e pensador Ciro Juvenal Marcondes<br>Filho, da Universidade de São Paulo, na construção de sua Nova Teoria da Comunicação. Nesse<br>percurso intelectual, busca-se demonstrar o vigor teórico da propositura feita por esse autor,<br>oriundo do diálogo que empreendeu com os principais pensadores da filosofia e das ciências<br>humanas e sociais, desde a Grécia antiga. Destaca-se ainda a originalidade e a fundamentação<br>dos conceitos e categorias criados por Marcondes Filho, especialmente a noção forte de<br>comunicação, a fenomenologia da razão durante, a abertura da teoria para a investigação do<br>novo e o “quase-método” decorrente. Assim, examina-se as principais repercussões de suas<br>ideias e a fraca fortuna crítica obtida, para, finalmente, defender a indispensabilidade de seu<br>estudo pelo campo da comunicação.</p> Luiz Signates Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.610 Nas trilhas do Acontecimento Comunicacional de Ciro Marcondes Filho https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/589 <p>Este trabalho é uma reflexão sobre aspectos da Nova Teoria da Comunicação, desenvolvida por Ciro Marcondes Filho, durante os últimos 20 anos. Na medida do possível, relaciono o que este autor compreendia por comunicação com algumas de suas atividades de pesquisa através de leituras e análises ancoradas em suas produções. Também apresento o seu conceito de comunicação levando em conta os aspectos ontológicos e epistemológicos lançados por este grande pensador, visando mostrar a importância do seu pensamento.</p> Tarcyanie Santos Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.589 Nova Teoria da Comunicação e audiovisuais https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/575 <p>Este artigo aborda as contribuições da Nova Teoria da Comunicação (NTC) no escopo da Comunicação compreendida em sua maioridade, como Ciência. Levada a cabo por Ciro Marcondes Filho (*1948-†2020), a NTC privilegia o metáporo como procedimento de pesquisa científica. De acordo com a epistemologia metapórica, a comunicação é um fenômeno raro, impossível de ser capturada por métodos científicos tradicionais e pressupõe uma abertura ao movimento, ao vivo. Em busca de exemplificar o procedimento metapórico, o vídeo, compreendido como um <em>estado</em>, é apresentado aqui como forma possibilitadora da experiência dinâmica; trata-se de uma possibilidade de rasgar uma passagem no sentido de privilegiar a intuição sensível e desvelar o Acontecimento comunicacional.</p> Vanessa Matos dos Santos Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.575 Entre a incomunicabilidade e a intolerância: o exercício da alteridade https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/571 <p>O presente artigo objetiva refletir sobre alguns aspectos da Nova Teoria da Comunicação, conceito desenvolvido por Ciro Marcondes Filho (1948-2020), e os possíveis desdobramentos da incomunicabilidade humana na atualidade, embasando-nos no princípio da negação da alteridade, um paradoxo vivenciado na conhecida “sociedade da comunicação”. Pretende-se desenvolver o argumento de que os aspectos da comunicação midiatizada oferecidos à percepção e à consciência coletiva podem desencadear discursos dogmáticos e mentirosos, além de mecanismos de controle. Os questionamentos sobre os efeitos da comunicação nos indivíduos (transformação, obtenção de sentido e de plenitude do ser) – nos raros momentos em que acontece - fazem com que problematizemos tais questões e pensemos no presente.&nbsp;</p> Isabel Orestes Silveira Cintia Coelho da Silva Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.571 Do filme silencioso às buscas na web https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/465 <p>Neste artigo abordaremos as imagens fílmicas do dito cinema silencioso na Amazônia em sistema de busca na web. Como as imagens enquanto memória do primeiro cinema são atualizadas no arquivamento dos buscadores <em>online</em>? As imagens fílmicas, no geral, e o filme <em>No Paiz das Amazonas</em> (1922), em particular, são produtos de arquivamentos audiovisuais pelo cinema, vídeo, televisão, internet, assim como em outros ambientes não reconhecidos tradicionalmente como audiovisuais. Em cada sistema adquire as características técnicas e culturais do corpo que o reconhece e o arquiva como um mundo próprio. Na breve arqueologia dos buscadores e na cartografia das imagens do filme no buscador Google, será realizado um mapeamento introdutório das montagens percebidas nas interfaces gráficas do site de busca. Observar a montagem como construções de mundo do buscador passa por sua desmontagem, no procedimento passaremos para uma discussão sobre a forma de poder de verdade nesses arquivamentos (FOUCAULT, 1980).&nbsp;</p> Simone Barreto Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.465 O verdadeiro problema: avatares, metafísica e interação social online https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/607 <p>Supõe-se frequentemente que o problema com a ‘realidade virtual’ – o conceito, suas várias implementações tecnológicas e a própria frase aparentemente oximorônica – tem sido nossa compreensão, ou talvez incompreensão, do virtual. O verdadeiro problema, porém, não está no virtual; é o próprio real. Este ensaio investiga o conceito inegavelmente útil, mas em última análise um tanto equivocado do real que tem sido rotineiramente operacionalizado em pesquisa sobre novas tecnologias de mídia. O ponto de contato específico para o exame é o avatar. O que está em questão aqui não são as complicadas estruturas e articulações da identidade avatar, mas a suposta ‘coisa real’ que se diz ser sua causa e referente último. Ao abordar esse assunto, o ensaio considera três teorias do real, que vão do platonismo às recentes inovações de Slavoj Žižek, e investiga seus efeitos em nossa compreensão da experiência gerada por computador e da interação social.</p> David Gunkel Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.607 Uma teoria política da comunicação https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/608 <p>Neste texto, Dominique Wolton resume a teoria política da comunicação que defende, após anos de pesquisa consagrados à comunicação em campos muito diferentes, dos costumes ao trabalho, da informação ao jornalismo, dos meios de comunicação à comunicação política, dos territórios ultramarinos ao mundo francófono e às línguas românicas, da Internet à Europa, da globalização à diversidade cultural, da comunicação à epistemologia do conhecimento.</p> Dominique Wolton Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.608 A virada levinasiana de Ciro Marcondes Filho https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/569 <p>Resenha do livro "Comunicologia ou Mediologia? A fundação de um campo científico da comunicação", de Ciro Marcondes Filho, publicado pela Paulus em 2018.&nbsp;</p> Deodato Libanio Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.569 Editorial https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/605 <p>Editorial</p> Revista Paulus Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.605 O legado de Ciro Marcondes Filho https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/611 <p>Entrevista com o professor José Luiz Braga sobre o legado do pensamento do Professor Ciro Marcondes Filho</p> Carlos Eduardo Souza Aguiar Copyright (c) 2022 2022-09-16 2022-09-16 6 11 10.31657/rcp.v6i11.611