https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/issue/feed PAULUS: Revista de Comunicação da FAPCOM 2021-12-23T13:56:02+00:00 Revista Paulus revistapaulus@fapcom.edu.br Open Journal Systems <p>A Revista Paulus é uma publicação semestral, temática e coeditada com a Editora Paulus. Anualmente o conselho editorial define os temas da revista e publica a chamada para artigos. Os autores do Dossiê e da Entrevista são colegiadamente definidos pelo conselho editorial, ouvindo o parecer do conselho científico. Recebe artigos individuais de doutores e em coautoria de doutrores com mestres, sendo limitado em até dois autores por artigo. </p> https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/483 Nós já somos um pouco pedra 2021-12-17T11:57:39+00:00 Carlos Motta carlos.motta@fapcom.edu.br <p>O Professor Carlos Motta da Fapcom apresenta a Resenha da tese “Cosmopolíticas da Terra: Modos de existência e resistência no Antropoceno” de Alyne de Castro Costa da PUC-RJ, vencedora do prêmio Capes de Tese na área de Filosofia.</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/458 O que é (ou o que estamos chamando de) ‘Colonialismo de Dados’? 2021-09-13T18:09:22+00:00 Sérgio Rodrigo da Silva Ferreira sergiorodrigosf@gmail.com <p>Partimos do conceito de colonialismo de dados, de Ulises Mejías e Nick Couldry, para estabelecer uma conversa sobre exploração subjetiva em processos de mineração de dados em plataformas de redes sociais e quais são suas implicações. Nosso objetivo é territorializar o que tem sido chamado de colonialismo de dados e de que modo ele interfere no modo em que pensamos, concebemos e nos utilizamos criticamente de tecnologias digitais. Como resultado temos que o conceito de colonialismo de dados tem nos ajudado a pensar os aspectos de exploração econômica das tecnologias digitais; a modulação de comportamentos, dependência e quantificação do self de usuários; as novas relações de poder e tecnorresistências; a produção de uma crítica racializada e gendrada das plataformas digitais, bem como estratégias de descolonização dos dispositivos tecnológicos.</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/467 Visões do vírus 2021-10-26T14:07:33+00:00 Renê Arruda rene.arruda87@gmail.com Bernardo Queiroz bernardo_queiroz@yahoo.com.br Thiago R. Silva th.ribeirosilva@gmail.com <p>A chegada da pandemia de COVID-19 no início de 2020 criou a necessidade de medidas de proteção para frear a doença. Estas medidas, em especial o isolamento social, contribuíram para que o digital passasse a ser a mediação padrão para grande parte das relações humanas. A intensificação da comunicação e sociabilidade por meios digitais intensificou macroprocessos sociais que já estavam em andamento, como a midiatização, “appficação”, migração do trabalho para as residências (<em>home office</em>), coleta massiva de dados para análise e classificação de pessoas com objetivos comerciais, dentre outros.</p> <p>Este artigo tem por objetivo analisar alguns dos fenômenos emergentes das interações através de meios de comunicação digitais no contexto da pandemia de COVID-19 a partir de três eixos distintos: vigilância e dataficação; diferenças entre comunicação mediada digitalmente em relação a comunicação presencial; construção de narrativas.</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/433 Olhando pelo caleidoscópio 2021-05-10T15:24:21+00:00 Helena M do Barreto helena.martins@ufc.br <p align="justify"><span style="font-family: Times New Roman, serif;">O trabalho discute a abordagem </span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: medium;"><span lang="pt-BR">das</span></span></span></span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"> comunicações digitais pelo campo da Comunicação. Parte da análise das publicações das revistas MATRIZes e </span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><span style="font-size: medium;"><span lang="pt-BR">Famecos</span></span></span></span><span style="font-family: Times New Roman, serif;">, entre 2015 e 2020, que somam 523 textos, dos quais</span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"> 172 foram identificados como sobre comunicações digitais.</span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"> As revistas foram escolhidas por sua relevância para o campo. O estudo conclui que: a) as comunicações digitais ocupam lugar de destaque nos periódicos, representando 39% dos textos publicados da MATRIZes e 28% da Famecos; b) há grande diversidade de conceitos utilizados, o que mostra inexistência de um paradigma teórico dominante nem mesmo um quadro sólido de fundamentação; c) há diversidade de fenômenos abordados, o que revela também uma abordagem ampla </span><span style="font-family: Times New Roman, serif;">da comunicação</span><span style="font-family: Times New Roman, serif;">; d) há diálogo com diversas disciplinas. No momento atual, temos um caleidoscópio de abordagens que se, por um lado, é interessante por fomentar análises diversas e transdisciplinares, por outro </span><span style="font-family: Times New Roman, serif;">expressa</span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"> o desafio de viabilizar aprofundamento conceitual e análises mais </span><span style="font-family: Times New Roman, serif;">duradouras e que deem maior espessura temporal aos fenômenos</span><span style="font-family: Times New Roman, serif;">.</span></p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/462 A A web e o Twitter como difusores do populismo nas trincheiras on-line do Brasil e dos Estados Unidos 2021-10-13T18:21:06+00:00 Jéssica de Souza Carneiro jessica.souza.jor@gmail.com Walter Lima Teixeira Júnior walterteixeiralimajunior@gmail.com <p>Neste século, um ecossistema de mídia permeado de polarizações remete a um possível cenário de guerra informacional, em que conceitos de jornalismo, notícia e opinião estão (con)fundidos nas possibilidades da existência on- line, o que é bastante favorável aos animadores do populismo e aos interesses da Big Tech. Nesse contexto, a violência emerge do discurso de líderes como Bolsonaro e Trump, os quais se utilizam das redes sociais, como o Twitter, para difundir opiniões de impacto e amplo alcance. Esta rede, por vez, em muitas situações, se mostra conivente, em alguns casos, e extremamente rígida, em outros. Para demonstrar isso e buscar comprovar nossa hipótese, tomaremos para análise notícias de web mídia, tweets das contas dos presidentes mencionados e as políticas de remoção/censura de conteúdo do Twitter, considerando os cenários Brasil e EUA, relativos, respectivamente, às crises do agravamento da pandemia no país, especificamente no estado do Amazonas; e à ocupação do Capitólio, em Washington DC, ambas ocorridas no início de 2021, para as quais olharemos sob o conceito de media ecology (STRATE et. al., 2019).</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/426 "Tudo que Ofereço é a Verdade" 2021-03-24T20:01:10+00:00 Jorge Miklos jorge.miklos@gmail.com Gislene Lima Pereira gislene.lima75@gmail.com <p>O presente artigo tem por escopo o estudo da narrativa no filme Matrix [<em>The Matrix </em>(1999), a partir da perspectiva da mitocrítica proposta pelo antropólogo Gilbert Durand. O pensador postula haver perenidade entre as antigas mitologias e as narrativas modernas correntes na literatura, no cinema em outros produtos culturais. Ainda que o mito não seja nomeado ou apareça diretamente nessas narrativas, ele está presente, em um nível latente, sustentando o sentido desses textos culturais. A intenção do estudo é desvelar o mito que subjaz no personagem <em>Thomas A. Anderson</em>, o <em>Neo</em>, interpretado por Keanu Reeves. O tratamento metodológico é a mitocrítica. Os resultados apontam que o mito presente no personagem <em>Neo</em> é o Messias, o Salvador da Humanidade.</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/481 O invisível que modela. 2021-12-15T22:48:16+00:00 Francesca Musiani francesca.musiani@cnrs.fr <p>Este artigo analisa um conjunto de trabalhos interdisciplinares, derivados em particular dos Estudos de Ciência e Tecnologia que, na sequência do trabalho pioneiro de Geoffrey Bowker e Susan Leigh Star, visaram a estudar a informação e as infraestruturas digitais na sua “materialidade”, por acreditar que devemos ir além do entendimento de infraestruturas como apenas sistemas físicos. O artigo demonstra a utilidade desse trabalho para o pesquisador que se propõe a mobilizar a noção de infraestrutura como instrumento heurístico para compreender a governança da informação e das redes digitais, em especial a Internet.</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/484 PAULUS: Revista de Comunicação da FAPCOM 2021-12-23T08:58:24+00:00 Paulus Editora revistapaulus@fapcom.edu.br <p>A revista recebe o nome de um dos grandes pensadores do mundo ocidental, Paulo de Tarso. Paulo (Paulus) é o sujeito que pensa o acontecimento e sua relação com a vida. Vive a experiênciade estar num mundo plural, expõe-se a dialogar com os intelectuais de seu tempo, encontrando-se com os de fora, com os diferentes, com as culturas e a fé. um pensador das fronteiras e do universal. Paulo, acima de tudo, foi um amante e buscador ousado da verdade. A Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação FAPCOM nasce do espírito paulino, porque inspirada no apóstolo Paulo estabelece para si a missão de pensar e ser referência na área da comunicação.&nbsp;A palavra&nbsp;comunicação&nbsp;tornou-se uma das mais conhecidas e repetidas à exaustão, dá o nome aos meios diversos de comunicação e no dia a dia aparece nos diálogos informais. Contudo, vale a pergunta:o que é a comunicação? Realmente as pessoas se comunicam? As tecnologias e seus aparatos podem realmente se comunicar? A revista propõe ser um espaço onde possa se discutir acadêmica e criticamente esse acontecimento fundamental que é a comunicação.&nbsp;O acontecimento da comunicação implica que este reluza nas fronteiras da filosofia e das tecnologias. A filosofia torna-se uma das principais áreas com as quais o acontecimento comunicacional deve dialogar, pois foi ela que pôs primeiro a questão do que é a comunicação. Outra fronteira são as tecnologias que, no mundo contemporâneo, fazem-se presentes em todos os processos da vida humana. O núcleo de atuação da revista estabelece o diálogo entre comunicação, filosofia e tecnologia, com abertura ao que ocorre na sociedade contemporânea e aos seus desafios.&nbsp;A posição assumida pela revista é a da criticidade. Para dar conta de tal desafio de diálogo com o acontecimento comunicacional, publicar-se-á um dossiê sobre o tema central de cada revista, elaboradopor um pesquisador sênior. Trará um artigo internacional de importância acadêmica que ajude a ampliar a discussão central do tema da revista. Os artigos compõem-se de rica produção acadêmica de doutores, pluralizando a visão sobre o assunto tratado.&nbsp;Uma entrevista feita por um pesquisador júnior ajudará a compor uma nova visão, outra perspectiva ao tema estudado. Fundamental será a resenha de obras nacionais ou internacionais de autores queajudem a pensar a comunicação. Por fim, a resenha da melhor tese desenvolvida na área de comunicação ou da filosofia.&nbsp;A FAPCOM e a Paulus Editora unem-se a este espírito e desejam consolidar a sua missão de pensar a comunicação.</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/459 O estranho e a cidadania no século XXI 2021-09-15T21:37:10+00:00 Teresa Neves teneves@terra.com.br <p>Resenha do livro “A cidadania digital: a crise da ideia ocidental de democracia e a participação nas redes digitais", de Massimo Di Felice, publicado pela Editora Paulus em 2020.&nbsp;</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/482 As profundas transformações na cultura digital 2021-12-17T11:42:20+00:00 Krishma Carreira krishma.carreira@fapcom.edu.br <p>Entrevista com o professor André Lemos da UFBA, um dos pioneiros na discussão sobre cibercultura no Brasil. Nesta entrevista, Lemos nos convida a refletir sobre os novos dinamismos e desafios da cultura digital contemporânea. </p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/480 Inteligência artificial baseada em dados e as operações do capital 2021-12-15T22:41:48+00:00 Sérgio Amadeu da Silveira sergio.amadeu@ufabc.edu.br <p>O objetivo deste texto é caracterizar o intenso cenário de digitalização e sua relação com o capitalismo. Discute as definições de capitalismo informacional, digital, baseado em dados, de vigilância e de plataforma. Relaciona o processo de capitalismo digital com a dataficação e analisa as noções de imperialismo de plataforma, colonialismo digital e de dados. Por fim, mostra as relações de subordinação tecnológica que reproduzem o capital, impulsionadas pela doutrina neoliberal, que bloqueiam a inventividade e a criatividade tecnológica locais.</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 https://fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-paulus/article/view/485 Editorial 2021-12-23T13:56:02+00:00 Revista Paulus revistapaulus@fapcom.edu.br <p>Editorial</p> 2021-12-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021